Publicar nova pergunta
Pergunta
Responder
 
Nota sobre tópicos arquivados.
Este tópico foi arquivado. As informações e os links desse tópico podem estar desatualizados ou podem não estar mais disponíveis.
Se você tiver tiver alguma pergunta relacionada ao tema deste tópico, crie um novo tópico clicando aqui, ou clique no botão acima "Publicar nova pergunta" e selecione a categoria mais apropriada.
Reitor
Mensagens: 12.889
Membro desde: ‎07-02-2010
Mensagem 1 de 2 (173.563 Exibições)

O que é falha na BGA e como resolver?

[ editada ]

Talvez o problema mais aborrecedor hoje enfrentado pelos donos de notebooks HP seja o problema com a BGA. Este mal é uma falha ocasionada pelo superaquecimento do chipset que provoca o derretimento da solda que o fixa, causando falhas de contato no chip gráfico e com isso fazendo com que o notebook não exiba nenhum sinal de vídeo.

 

Já é de conhecimento geral que este é um problema crônico de algumas séries de modelos da HP e que por enquanto ainda não possui uma solução definitiva e eficaz para o problema. Equipes de engenharia certamente estão analisando ou analisaram a questão, porém nenhuma convocação de recall ou outra atitude foi tomada até o momento.

 

A falha se manifesta em sua grande maioria nos modelos que possuem processadores AMD, principalmente os modelos Turion X2 com soluções gráficas ATI. Porém, em alguns casos ela se estende a alguns modelos com processadores Intel e também solução gráfica da Nvidia, numa proporção bem menor de casos. As temperaturas aferidas ficam muito acima do normal e causam problemas até que um determinado dia os notebooks não ligam e acendem apenas os leds, que ficam piscando, e nada mais acontece.

 

As principais linhas afetadas são: DV5, DV6000, DV2000, TX1000, TX2-1000, CQ50, DV9000

 

Apesar do problema afetar notebooks de modo tão grave a ponto de inutilizar o equipamento, ele apresenta sintomas pré-apagão que podem mostrar indícios de superaquecimento e evitar que o pior aconteça, fazendo com que se possa contornar o problema e retardar o processo indeterminadamente. Alguns pontos comuns podem ser observados.

 

Num estágio inicial do problema você pode identificar a “doença” (vício) quando o notebook esquenta de maneira anormal. Geralmente as temperaturas internas marcadas são superiores a 85ºc na maioria das vezes acabam ficando na casa dos 90ºc e atingindo o pico de 100ºc que é o máximo suportado pela máquina e quando ela é desligada por segurança.

 

Outra questão importante é que o notebook pode sofrer com problemas no módulo wireless, que num determinado estágio pode queimar e passar a não ser mais reconhecido pelo sistema no Gerenciador de Dispositivos. Erros de tela azul e desligamentos involuntários são outros indícios de que o sue notebook sofre com a questão da BGA. Neste ponto, onde ainda é possível ligar e utilizar o notebook, é que as medidas preventivas devem ser tomadas antes que o mal evolua para um estágio mais avançado onde o conserto não será barato ou possível.

 

Não se sabe exatamente onde está o erro do projeto ou a causa determinante para o problema, portanto não existe apenas uma resposta única para o problema.

 

A primeira recomendação é tentar diminuir a temperatura interna do notebook. Com uma temperatura baixa, é possível evitar que a solda se funda e provoque erros e falhas característicos do problema. Tentar manter o equipamento o mais “frio” possível é a ordem. Para isso existem diversos procedimentos que podem auxiliar no arrefecimento do produto.

 

A ventoinha está continuamente ligada, computador opera de modo mais lento que o esperado e gera cal...

 

Pasta térmica - Por padrão, tantos os produtos in box quanto os computadores vêm de fábrica com elastômero que fica na superfície do processador e entra em contato com o cooler. O material parece uma cera e com o passar do tempo pode se tornar ineficiente para controlar a temperatura. Por isso é indicado que quando possível abra-se o notebook e remova os resíduos do elastômero, aplicando em seu lugar uma pasta térmica para melhorar a dissipação de calor. As melhores possuem prata em sua composição e a Akasa AK450 e a Artic Silver 5 são as mais indicadas no fórum.

Reitor
Mensagens: 12.889
Membro desde: ‎07-02-2010
Mensagem 2 de 2 (173.560 Exibições)

Re: O que é falha na BGA e como resolver?

[ editada ]

Limpeza - Digamos que uma parcela dos casos é facilmente resolvida com uma limpeza geral interna. Isso acontece porque o notebook passa 1 ou 2 anos funcionando até manifestar o aquecimento elevado. Em alguns casos durante este período uma quantidade substancial de poeira foi acumulada no interior do notebook, principalmente nas vias de exaustão. Portanto se for necessário peça a um técnico especializado que faça uma limpeza completa na parte interna, desmontando e limpando principalmente o cooler, e desobstruindo também as saídas de ar do notebook para que o fluxo de ar melhore a temperatura não exceda. Este documento oficial da HP abaixo ilustra bem a questão:

 

Reduzir o calor e barulho limpando as saídas de ventilação


Soluções de refrigeração - Em alguns casos nós usuários utilizamos o equipamento de modo inadequado, sobre travesseiros e outras superfícies que impedem o “respiro” do notebook, facilitando ainda mais o superaquecimento. Portanto se deseja utilizar o notebook em locais onde não tenha um espaço adequado para apoiá-lo, a sugestão é utilizar bases com cooler que refrigeram e melhoram o arrefecimento do notebook. Em alguns casos estas bases conseguem diminuir a temperatura entre 10º e 15ºc, que pode tirar o seu notebook da zona de superaquecimento.

 

Undervolting - Esta é uma técnica que consistem em diminuir a voltagem do processador para que ele trabalhe em temperaturas mais baixas. Realizar o undervolting não significa perder desempenho, pois o clock continua o mesmo. É como se você abaixasse a pressão de alguém, isso não vai fazer com que ela corra menos, porém vai fazer bem à saúde e diminuir o desgaste, melhorando a vida dela. O undervolting deve ser utilizado com cuidado e atenção, alguns programas são necessários para realizar o ajuste e é interessante que você pesquise a taxa de voltagem do processador para que fique dentro do limite e evite os riscos de instabilidade do sistema. Este tópico abaixo do colega thallesfelipe possui algumas instruções e muitas discussões sobre o assunto:

 

Undervolting: A solução para o superaquecimento

 

Em alguns casos a HP lança atualizações de BIOS que visam corrigir o funcionamento da ventoinha de refrigeração e outros ajustes que diminuem a temperatura do notebook para patamares aceitáveis. Portanto também é importante que sempre atualize a BIOS quando uma nova versão estiver disponível na página do seu modelo, buscando corrigir problemas e amenizar o calor.

 

Caso seja tarde demais

 

Algumas pessoas acabam por insistir e travar uma luta para o funcionamento do notebook, sem tomar medidas preventivas. Isso só agrava o quadro e a insistência pode provocar num caminho sem volta. O ponto final do problema é quando você tenta ligar o notebook e ele não responde, nem ao se conectar um monitor externo é possível visualizar nada. Tecnicamente uma “perda total”.

 

Isso significa que a solda já foi corrompida e que não há mais volta sem a intervenção de um profissional. O procedimento a ser feito agora é procurar uma assistência técnica ou um técnico especializado para poder fazer a ressolda do chip gráfico.

 

Existem duas formas de se realizar isso, o reflow e o reballing, a melhor e mais eficaz é a segunda, que consiste na retirada do chip e refeição do trabalho de solda. Porém, em alguns casos mais graves a placa-mãe já está comprometida pelo calor excessivo, nestas situações extremas a recomendação é inevitavelmente trocar a system board, o que certamente será algo muito caro. Para saber mais detalhes técnicos, leiam o tópico do estimado colega Evertoon sobre o problema, o link é:

 

BGA: O problemas que afeta muitos notebooks de quase todas as marcas

 

Obs: Se você gostou da explicação deste tópico, por favor clique na estrela do botão azul ao lado para oferecer um kudo como agradecimento.

HP Suporte via Twitter
† As opiniões expressas acima são de responsabilidade exclusiva de seus autores, e não da HP. Utilizar este site significa aceitar os termos de uso e as Regras de Participação